segunda-feira, 22 de maio de 2017

Convívio Anual 2017

Clicar na imagem para aumentar.

IV CAMINHADA SOLIDÁRIA EM PEDROGÃO DE SÃO PEDRO

Rádio Cova da Beira
A Liga dos Amigos de Pedrogão de São Pedro (Penamacor) desafiou este sábado os cidadãos a caminharem por uma causa solidária, que se materializa no apoio que a instituição dá aos idosos daquela aldeia do concelho de Penamacor.

Cerca de 150 pessoas participaram no evento "uma moldura humana que nos surpreendeu pela positiva. Estamos satisfeitos porque o povo deu um voto de confiança à Liga", afirma o presidente da direcção da Liga dos Amigos de Pedrogão de São Pedro.

A oportunidade foi também aproveitada para a bênção de uma nova viatura, efectuada pelo pároco Tarcísio Duarte, "é o colmatar de uma lacuna que sentimos desde o início da criação da associação, há cerca de seis anos. No Inverno, debaixo de intempéries, as nossas colaboradoras andaram à chuva e muitas vezes utilizaram os veículos próprios para distribuir a alimentação aos utentes. É muito importante esta nova viatura", refere Hugo Penedo.

A Liga dos Amigos de Pedrogão de São Pedro serve actualmente 150 refeições diárias, presta apoio a 105 utentes e tem 14 funcionárias. O próximo objectivo é a requalificação da cozinha. Aproveitando a presença do presidente da câmara municipal de Penamacor na iniciativa, o presidente da Liga solicitou a autarca apoio para concretização desse projecto “as actuais condições, que demos a conhecer ao chefe do executivo de Penamacor, não são as mais adequadas. Espero que em breve a nova cozinha seja uma realidade”, afirma Hugo Penedo.

Autor: Paulo Pinheiro c/ Luís Seguro in "Rádio Cova da Beira"

terça-feira, 16 de maio de 2017

INTERVENÇÃO CONCRETIZADA

Rádio Cova da Beira
Estão concluídos os trabalhos de ampliação do cemitério de Penamacor. A obra representou um investimento de 159 mil euros e, para além do aumento do número de campas, permitiu também requalificar algumas das áreas mais degradadas daquele espaço.

De acordo com o presidente da câmara municipal tratava-se de uma intervenção necessária no sentido de melhorar a dignidade daquele espaço e que há muito era reivindicada “estas não são as obras que mais queríamos concretizar mas são intervenções que tem de ser feitas porque somos concelhos com gente idosa e onde infelizmente se verificam muitos óbitos. Neste caso para além da ampliação foi também possível realizar uma requalificação profunda no cemitério porque era um espaço que merecia ter esta dignidade e era uma obra que há muito era reivindicada pela população”.
António Beites sublinha que ainda há necessidade de proceder a alguns arranjos na parte exterior do cemitério mas não se trata de uma obra com carácter de urgência “a grande necessidade que tínhamos era mesmo proceder ao alargamento do espaço; é certo que ainda há necessidade de proceder a algumas obras ao nível dos arranjos exteriores, nomeadamente na parte de trás da zona que foi ampliada. É uma intervenção que será feita a ser tempo”.
A cerimónia de bênção destes trabalhos foi presidida pelo bispo da diocese da Guarda. De acordo com D. Manuel Felício “tudo o que possa lembrar às pessoas esta dimensão que também é importante da vida e tudo aquilo que a pode dignificar isso é um bem que fazemos às pessoas. Os cemitérios são lugares de exercício da memória e em que procuramos afectivamente fortalecer a relação com os que partem mas são também espaços onde dignificamos os vivos e damos valor à vida”. 

Autor: Nuno Miguel in "Rádio Cova da Beira"

FEIRA INTERCULTURAL EM PENAMACOR

Rádio Cova da Beira
O jardim municipal daquela vila acolheu, pela primeira vez, a realização deste certame. Artesanato, velharias, antiguidade e gastronomia foram algumas das principais notas deste certame que foi visitado pelo presidente da assembleia municipal. Anselmo Cunha sublinha que se trata de um evento com características diferentes do habitual mas que acaba por promover uma maior ligação ao concelho dos cidadãos estrangeiros que residem em Penamacor.

“Este é um evento que tem características distintas daqueles a que estamos habituados; esta feira mobilizou um conjunto de pessoas que não estão propriamente sintonizadas com a cultura local uma vez que os seus principais protagonistas são estrangeiros. Todavia isso é algo muito positivo uma vez que a interculturalidade é sempre um elemento que temos de ponderar porque temos sempre de aprender alguma coisa com os outros”.  
Uma aposta que o presidente da assembleia municipal de Penamacor acredita que vai ter continuidade e que tem condições para se afirmar dentro do quadro de realizações daquele concelho “é um certame que tem potencialidades uma vez que juntou aqui um conjunto de produtores locais mas também vários produtores estrangeiros que vieram aqui expor os seus produtos e esta interculturalidade acaba por ser positiva para todos; quer para as pessoas que estão a expor quer para o concelho”.

Autor: Nuno Miguel in "Rádio Cova da Beira"

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Penamacor vai ter nova conduta a partir da barragem da Meimoa

“UM DIA HISTÓRICO PARA A COVA DA BEIRA”

Rádio Cova da Beira

Está assinado o protocolo de cooperação que cria o Directório Económico da Cova da Beira (DECOBE). O documento foi subscrito pelos presidentes das Câmaras de Belmonte, Covilhã e Penamacor, vice-presidente da câmara municipal do Fundão, o presidente da direcção da Associação Comercial e Industrial do concelho do Fundão e pelo presidente da Comissão Executiva da Associação Empresarial dos concelhos de Covilhã, Belmonte e Penamacor.

A câmara municipal de Belmonte foi o local escolhido para a cerimónia de assinatura do protocolo de cooperação que senta à mesma quatro câmaras municipais e duas associações empresariais.

“Acredito que se todos dermos as mãos podemos hoje começar a fazer história na Cova da Beira. O grande desafio está do lado das associações que sei estarem assumir com gosto este projecto. Contem connosco, estamos disponíveis e poderá fazer um trabalho excelente em prol dos interesses e progresso desta região ”, disse o presidente anfitrião, António Dias Rocha.

A cooperação protocolada pretende estabelecer um conjunto de linhas de orientação que constituirão uma plataforma de colaboração entre todas as entidades, que terá duas fases: A recolha de informação sobre as empresas da região e instituições dos concelhos envolvidos (Belmonte, Covilhã, Fundão e Penamacor) e sobre outros recursos disponíveis, bem como a caracterização de dados e indicadores específicos a definidas pelas partes envolvidas; e a apresentação das conclusões do trabalho desenvolvido.

Na primeira fase, as associações comercial e empresarial propõem-se contactar presencialmente todas as empresas suas associadas ou não, bem como recolher informações sobre a identificação e a caracterização da actividade. O levantamento irá abranger outras instituições, como escolas, centros de formação e de investigação, parques industriais, parques de ciência e tecnologia recolhendo informação relevante para a captação de investimento.

A operacionalização da intervenção é coordenada por um responsável de casa uma das associações envolvidas e acompanhada por uma comissão participada pelos quatro municípios.
A previsão para a conclusão das duas fases (recolha e tratamento de dados e apresentação das conclusões) é de oito meses, seis para a primeira e dois para a segunda, com um custo previsto de 75 mil euros, avocando as associações entre si e em partes iguais a repartição de custos e proveitos da iniciativa.

Para o vice-presidente da câmara municipal do Fundão “é um dia histórico porque estamos sentados à mesma mesa mas é também um dia simbólico, Dia da Europa, e somos obrigados a evocar esses valores maiores da cooperação que é o que aqui estamos a fazer. Saudamos as associações empresariais e os municípios que se uniram nesse momento que queremos recordar no futuro como um factor de oportunidade que a região pode construir a partir deste instrumento de inventariação e diagnóstico que permite olhar para as oportunidades desta zona e procurar as respostas para debelar as fraquezas que existam”.

Também para o presidente da Câmara Municipal da Covilhã, o momento é histórico e “vai procurar criar o cimento que nos vai unir no futuro”. O autarca covilhanense destacou a vontade das associações empresariais para atingir este objectivo mas também dos actuais presidentes das quatro câmaras “bem diferente da postura verificada antigamente que era o de dividir para reinar “ onde as costas voltadas davam jeito para que alguns continuassem a manter os seus feudos, as suas coutadas e quintinhas quando vivemos num mundo globalizado e competitivo. A Cova da Beira não é uma ilha, tem muita homogeneidade e tem um potencial incomensurável em várias áreas da actividade económica”.

Este é um projecto de envolvência territorial “muito interessante” numa área geográfica que, nos últimos anos, tem tido excelentes exemplos de sucesso de empresas em vários domínios “mas tem faltado uma ferramenta essencial para captação de investimentos, que este projecto deve dar: um dossier para apresentar aos investidores nacionais e internacionais”, refere o presidente da Câmara Municipal de Penamacor. Para António Beites é decisivo que a mentalidade se altera na região e se apreenda que o que é bom para um concelho beneficia os outros

“Criar emprego em algumas áreas em Belmonte ajudará garantidamente a Covilhã ou Penamacor e vice-versa. Temos que entender dentro do tecido económico e dentro da apetência que cada município tem, que são muito diferentes, a realidade da região na lógica de investimento. Estamos infelizmente numa zona de decréscimo populacional e conseguimos dar as mãos para projectos comuns, abarcar estratégias conjuntas ou provavelmente termos uma realidade difícil Não é isso que queremos”, defende o edil de Penamacor.

É possível desenvolver projectos comuns e a assinatura do protocolo “é uma prova que contraria algum individualismo que pode, aqui ou acolá, estar a caracterizar o mundo autárquico. As associações empresariais estão aqui para não só apoiar os nossos associados mas para ajudar a potenciar um território e fazer com que ele tenha cada vez mais importância no panorama regional e nacional”, disse o presidente da direcção da ACICF, Carlos São Martinho Gomes.

O DECOBE pode ser o princípio de “um outro tempo para a Cova da Beira. Vamos fazer caminho”, declara o presidente da comissão executiva da Associação Empresarial dos concelhos de Covilhã, Belmonte e Penamacor.
Para Miguel Bernardo, o projecto, que agora se inicia, revela “a capacidade das instituições se entenderem e de valorizar as instituições que estão no terreno e que podem e devem servir de apoio ao trabalho dos municípios. É muito importante juntar as câmaras e as associações e através deste protocolo conseguir que outras estruturas incorporem este Directório. Vamos depositar todo o esforço”, garante aquele responsável.

O representante da AECBP sublinhou ainda como fundamental a adesão das empresas “é uma das responsabilidades que temos. Aquilo que será a plataforma de preenchimento que tenha uma dimensão e uma comunicação institucional de moda a que elas (empresas) possam contribuir para actualizar os seus dados. Esperamos que tenha a adesão dos empresários”, disse.

Autor: Paulo Pinheiro in "Rádio Cova da Beira"

quinta-feira, 11 de maio de 2017

INVESTIMENTO APRESENTADO

Rádio Cova da Beira
São quatro milhões e meio de euros de investimento para acabar com os problemas de abastecimento de água no concelho de Penamacor. A empresa “Águas do Tejo” vai avançar para a reabilitação de todo o sistema, que é efectuado através da conduta da barragem da ribeira da Meimoa.

O projecto vai ser desenvolvido de forma faseada, num prazo máximo de cinco anos, e de acordo com José Manuel Sardinha vai permitir ultrapassar um problema que se faz sentir no concelho, nomeadamente durante a altura do verão “esta solução foi assente numa análise técnica tendo por base a origem das rupturas; elas têm ocorrido quase todos os anos maioritariamente no mês de Agosto que é quando se verifica uma pressão maior em virtude do aumento do número de pessoas. São rupturas que pela sua dimensão acarretam períodos de reparação que em alguns casos chega a superar as 24 horas e isso não é compatível com a qualidade do serviço que queremos implementar e com esta solução esperamos poder resolver este problema para as próximas décadas”.  
A primeira fase do projecto vai arrancar de imediato, devendo estar concluída em Setembro, e prevê à construção de dois quilómetros de adutora que vai permitir a condução da água da barragem para os reservatórios. Faseadamente vão ser construídos mais 20 quilómetros de uma nova conduta, refere que o presidente do conselho de administração da empresa “é uma nova conduta, lateral à que existe actualmente, com materiais muito mais resistentes e também com a requalificação e modernização da ETA na Meimoa. Vamos começar esta intervenção pelos troços mais significativos, nomeadamente os que estão nos vales, e onde as rupturas são mais frequentes e posteriormente e de forma faseada vamos realizando as obras nos restantes”. 
Na substituição da actual conduta de fibra de vidro vão ser investidos três milhões de euros, contemplando ainda o projecto a modernização da estação de tratamento de água da Meimoa, onde vão ser investidos um milhão e meio de euros. António Beites, presidente da câmara de Penamacor, afirma que a concretização desta iniciativa representa uma vitória para o concelho “a conduta que existe actualmente é em fibra de vidro, apresenta rupturas constantes e com este projecto eu acho que Penamacor vai ficar com o problema resolvido. As pessoas podem ficar mais tranquilas, aqueles que nos visitam vão sentir mais orgulho em visitar a sua terra porque tinham frequentemente problemas de chegar a casa e não terem água. É uma vitória para o nosso concelho”.
Com a concretização deste investimento, a autarquia vai desactivar totalmente a parcela do sistema que ainda está afecta à ribeira da Baságueda, uma vez que essa albufeira tem níveis de água mais reduzidos e não permite um abastecimento com qualidade às populações. 

Autor: Nuno Miguel in "Rádio Cova da Beira"

segunda-feira, 8 de maio de 2017

"ARTE EM MADEIRA"

Rádio Cova da Beira

Até final do corrente mês de Maio, o átrio dos Paços do Concelho de Penamacor acolhe a exposição "Arte em Madeira", da autoria de Manuel Leitão.

"No dia 9 de Abril de 2013, quando assistia a uma missa na capela de Nossa Senhora do Incenso, comecei a fixar o meu olhar no Altar e pensei para comigo: vou fazer uma réplica do Altar de Nossa Senhora". É assim que Manuel Leitão define o momento em que, aos 69 anos de idade, decide retomar um gosto antigo de fazer da madeira matéria para as suas recriações. De então para cá tem-se dedicado a construir réplicas dos principais monumentos da Vila. Depois do inspirador Altar, já lá vão uns quantos trabalhos que podem agora ser apreciados em exposição e que atestam bem da perícia e zelo do artífice. 

Autor: Paulo Pinheiro in "Rádio Cova da Beira"

PENAMACOR: PROTOCOLO PERMITIU OPERAR SETE UTENTES

Rádio Cova da Beira

A câmara municipal estabeleceu uma parceria que vai permitir aos penamacorenses a realização de cirurgias às cataratas, evitando as longas listas de espera do Serviço Nacional de Saúde. O protocolo entre o município e a Fundação Álvaro Carvalho foi aprovado por unanimidade na última assembleia municipal e já permitiu a realização de sete intervenções cirúrgicas a utentes que estavam há muitos meses em lista de espera.

“A própria fundação tem estabelecida uma parceria com uma clínica onde a Fundação presta os seus serviços. No âmbito deste protocolo estamos apenas a falar do serviço de oftalmologia para uma operação às cataratas de doentes que estão em lista de espera há muito tempo, subjacente nesta parceria está ainda a possibilidade de podermos ter consultas, no nosso centro de saúde, de cardiologia e dermatologia”.
O protocolo com a Fundação Álvaro Carvalho estabelece que o município pagará até 50% do valor da intervenção, “será analisado caso a caso a componente financeira a suportar pela autarquia, em função do sub-sistema de saúde, nós iremos comparticipar a parte remanescente”.
Uma parceria que pretende evoluir para outras áreas, nomeadamente a possibilidade de dotar o centro de saúde de Penamacor, após as obras de remodelação, de consultas nas áreas de cardiologia e dermatologia.

Autora: Paula Brito in "Rádio Cova da Beira"

PENAMACOR: PS DIVIDIDO… OUTRA VEZ

Rádio Cova da Beira
O confronto não é novo entre José Aníbal, presidente da União de freguesias de Aldeia do Bispo, Águas e Aldeia de João Pires e o presidente da câmara de Penamacor, mas na última assembleia municipal, com as autárquicas no horizonte, ficou claro que os dois autarcas socialistas estarão em lados opostos no combate eleitoral.

José Aníbal, no final, disse em entrevista à RCB que discorda da deliberação nacional do PS de recandidatar todos os actuais autarcas e garante não vai apoiar António Beites, por ter ignorado a base de apoio que tem na assembleia, executivo e juntas de freguesia “porque o presidente da câmara não ganha eleições sozinho, são as equipas que ajudam a ganhar e o presidente da câmara não pode ignorar essas equipas, ao ignorá-las cria um problema para ele”. 
Questionado se apoia uma candidatura opositora à de António Beites, o autarca diz que “com ele não vou de certeza”, recordando que “em todas as candidaturas que me meti até hoje não perdi nenhum”.
José Aníbal deverá apresentar a sua recandidatura à União de freguesias de Aldeia do Bispo, Águas e Aldeia de João Pires mas não pelo Partido Socialista, e equaciona o apoio a uma candidatura opositora a António Beites “perante a atitude e o comportamento do senhor presidente da câmara tem tido para com a união de freguesias que presido eu, jamais poderia acompanhá-lo”. Questionado se vai avançar com uma recandidatura como independente ou com o apoio de outro partido, José Aníbal diz que encara “algumas hipóteses.”
Confrontado com as declarações de José Aníbal, o presidente da câmara de Penamacor fala do investimento realizado este mandato na União de freguesias de Aldeia do Bispo, Águas e Aldeia de João Pires “é livre de tomar a posição que entenda, da nossa parte temos feito um investimento considerável nas três freguesias, aliás já ali investimos este mandato cerca de meio milhão de euros sobretudo em renovação de condutas e pretendemos, até final do mandato, concluir a renovação de todas as condutas de amianto de Aldeia do Bispo e, por essa via, dotaremos a freguesia de todas as condições necessárias para o abastecimento de água em baixa para os próximos 40 anos”.
Em Penamacor a história pode repetir-se nas próximas autárquicas com militantes do PS a concorrer contra a candidatura do Partido Socialista.


Autora: Paula Brito in "Rádio Cova da Beira"

sexta-feira, 5 de maio de 2017

ALMA AZUL DESAFIA PENAMACOR A CRIAR COMUNIDADE DE LEITORES

Rádio Cova da Beira

Elsa Ligeiro deixou em Penamacor o desafio de se criar naquele concelho uma comunidade de leitores. Foi durante a iniciativa promovida pela "Alma Azul", na biblioteca municipal, inserida no décimo oitavo aniversário da editora.

“Um dos meus mais agradáveis trabalhos é a criação de comunidades de leitores porque acredito que são os leitores que vão defender o futuro da leitura e da literatura em Portugal”.
A Alma Azul está a comemorar a maioridade com a iniciativa 18 anos – 18 livros e levou a Penamacor o livro “20 poetas espanhóis do Séc.”. Um regresso a um dos concelhos que viu nascer a editora sediada em Alcains “é um prazer regressar aqui porque uma das primeiras actividades da Alma Azul, foi uma residência com poetas e fotógrafos na Serra da Malcata, foi um tempo único. Neste 18.ºaniversário fazia todo o sentido escolher um dos livros e vir a Penamacor assinalar a data”.
O livro foi apresentado por Francisco Abreu que no final não escondeu a satisfação pela iniciativa “por um lado foi um regresso à minha formação na área da filosofia, por outro lado dá gosto conhecer um pouco melhor da cultura dos nossos vizinhos espanhóis e também colaborar com a Alma Azul que tem sido incansável na dinamização cultural do nosso distrito”
Na assistências, alguns dos presentes leram poemas do livro que “20 poetas espanhóis do Séc. XX” que a Alma Azul escolheu para integrar a lista de 18 livros que comemoram os seus 18 anos.

Autora: Paula Brito in "Rádio Cova da Beira"

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Penamacor: Concelho mostrou-se na feira de turismo da Guarda

A câmara municipal participou com um espaço próprio naquela que é considerada a feira mais importante do setor no interior do país. 

Marcelo Rebelo de Sousa esteve no espaço de Penamacor. Foto CMP

O concelho de Penamacor esteve no último fim-de-semana na Feira Ibérica de Turismo, na cidade da Guarda.
A câmara municipal participou com um espaço próprio naquela que é considerada a feira mais importante do setor no interior do país.
O destaque foi para a Vila Madeiro mas também para o artesanato e os sabores, com a participação dos alunos dos cursos profissionais de cozinha do Agrupamento de Escolas Ribeiro Sanches. O espaço foi visitado pelo presidente Marcelo Rebelo de Sousa, que inaugurou a feira.
A câmara municipal repete a aposta depois de em março ter estado com um espaço próprio na Bolsa de Turismo de Lisboa, a maior feira do setor realizada em Portugal.

In jornal "A Reconquista"

Penamacor: Solução à vista para as falhas na água

A adutora liga a barragem aos depósitos da vila. Foto arquivo Reconquista

A adutora proveniente da barragem da Meimoa vai ser substituída. Roturas tornaram-se frequentes nos últimos anos.


Autor: José Furtado in jornal "A Reconquista"

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Penamacor: Operação às cataratas com apoio

Os primeiros doentes já começaram a ser operados. Foto DR

Este é um dos objetivos da colaboração entre a Câmara Municipal de Penamacor, a Fundação Álvaro Carvalho e a Unidade Local de Saúde de Castelo Branco. 


Autor: José Furtado in jornal "A Reconquista"

Penamacor: Escola internacional vai abrir no antigo colégio

A câmara municipal é dona do espaço desde o ano passado. Foto José Furtado/ Reconquista

O projeto de ensino gerido por uma cooperativa deverá arrancar com 30 crianças em 1.º ciclo e quer abranger os concelhos vizinhos.

Autor: José Furtado in jornal "A Reconquista"

Penamacor: Dívida desceu 1,6 milhões num ano

Os números foram apresentados na reunião do executivo. Foto José Furtado/ Reconquista


O presidente da Câmara Municipal de Penamacor espera fechar o mandato sem dívida de curto prazo e sem comprometer capacidade de financiar obra.


Autor: José Furtado in jornal "A Reconquista"

NOVA ADUTORA RESOLVE PROBLEMAS DE ÁGUA EM PENAMACOR

Rádio Cova da Beira

A partir do Verão de 2018 acabaram os problemas de abastecimento de água em Penamacor. A empresa “Águas do Vale do Tejo” vai construir uma nova adutora de abastecimento de água a partir da estação de tratamento da barragem da Meimoa até aos depósitos da vila. O projecto será apresentado no próximo dia 8.

Um investimento que segundo o presidente da câmara de Penamacor, António Beites, vem resolver um problema que há muito preocupa o município.
“É uma questão que há muito nos preocupa, desde que tomei posse no executivo, temos tido frequentemente problemas de falta de água no Verão porque a actual conduta é ainda em fibra de vidro, tem rupturas constantes, e cada ruptura leva 24 horas para ser reparada, o tempo suficiente para os reservatórios de Penamacor ficarem vazios, o que causa transtornos enormes”.
A sessão de apresentação do projecto está marcada para o próximo dia 8 de Maio, às 17h, no salão nobre dos paços do concelho, com a presença do presidente da empresa José Manuel Sardinha. O investimento, cujo montante o autarca ainda não quis adiantar, vai abranger praticamente todo o concelho “fora deste projecto apenas não serão melhorados Meimão e Vale da Sra. da Póvoa porque têm captações diferenciadas, de resto todo o concelho passa por esta adutora que tem problemas, é antiga, com material desajustado, por isso creio que esta obra será fundamental e estrutural para Penamacor”.
Ainda não será este Verão, mas a partir de 2018, o autarca está confiante que o problema de abastecimento de água ficará definitivamente resolvido.

Autora: Paula Brito in "Rádio Cova da Beira"

PSD APOIA CANDIDATURA INDEPENDENTE EM PENAMACOR

Rádio Cova da Beira

O PSD vai apoiar uma candidatura independente no concelho de Penamacor nas eleições autárquicas do próximo dia 1 de Outubro. A confirmação foi deixada à RCB por Manuel Frexes, o presidente da comissão política distrital está confiante na vitória desta solução agregadora.

“É uma candidatura jovem, que visa iniciar um novo ciclo e é estritamente independente, porque algumas das pessoas pertencem ao Partido Socialista e são militantes do PS que estão descontentes com o rumo que tem levado a governação naquele concelho, e essas vontades, somadas às vontades das pessoas do PSD, eventualmente do CDS-PP ou de outros partidos, porque no fundo pretende-se congregar todas as vontades para que haja duas alternativas, e é esse esforço que está a ser feito e eu acredito que esta candidatura tem a energia e espírito de mudança que Penamacor precisa”.
Em entrevista ao programa “Flagrante Directo” da RCB, Manuel Frexes admite que Penamacor foi o dossier mais difícil de gerir “ficou para o fim precisamente por isso, porque nós não temos estrutura concelhia, e sabe Deus as vezes que fui a Penamacor para tentar construir soluções”.
Confrontado com o lamento do vereador da Coligação Todos por Penamacor, e militante do PSD, Pedro Folgado, de não ter tido qualquer contacto com a distrital durante todo o mandato Manuel Frexes responde “uma pessoa que se lamenta que a distrital nunca o contactou ou incentivou esqueceu-se de uma regra importante, que antes de perguntar-mos o que podem fazer por nós é perguntar o que é que podemos fazer pela nossa terra. Aliás, se essa pessoa quisesse ser presidente da concelhia era fácil, bastava constituir uma lista, e Penamacor tem militantes suficientes para isso, e eu homologava de imediato”.
Manuel Frexes aponta Penamacor como um dos concelhos do distrito onde é possível inverter o ciclo de governação socialista.   

Autora: Paula Brito in "Rádio Cova da Beira"

sexta-feira, 28 de abril de 2017

PENAMACOR: PS SEM INTERVENÇÃO

Rádio Cova da Beira

A sessão da Assembleia Municipal de Penamacor comemorativa do 43º aniversário do 25 de Abril ficou também marcada pela ausência de intervenção autónoma do Partido Socialista, o que acontece pela primeira vez. Apesar do presidente da mesa ter solicitado aos membros do órgão que o seu discurso fosse considerado também como a intervenção do PS, a situação gerou alguns comentários.

Apesar do presidente da mesa ter solicitado aos membros do órgão que o seu discurso fosse considerado também como a intervenção do PS, a situação gerou alguns comentário. Guida Leal, líder da bancada do PS na AMP, em declarações à RCB esclarece a situação.

Autor: Paulo Pinheiro in "Rádio Cova da Beira"

quarta-feira, 26 de abril de 2017

PENAMACOR: 24 HORAS FUTSAL FOI UM ÊXITO

Rádio Cova da Beira

A equipa de Salvador foi a vencedora da edição deste ano do torneio 24 horas em futsal organizado pela associação de jovens de Penamacor. Na final da competição a formação daquela freguesia do concelho bateu por 7-3 a equipa “Paiva e Santos Car” da Covilhã.

No final do torneio a organização fez uma avaliação muito positiva desta iniciativa, que tem já pergaminhos a nível da região durante a época de Páscoa. Uma aposta que, de acordo com João Santos, deve ter continuidade ao longo dos próximos anos “foi um torneio muito competitivo o que marcou alguma diferença em relação a anos interiores. Tivemos 13 equipas inscritas o que nos levou a ter de fazer alguns ajustes uma vez que esperávamos ter inscritas 14 mas tudo acabou por correr muito bem. Importa sublinhar que para além das equipas do nosso concelho recebemos também equipas de concelhos vizinhos o que é demonstrativo do interesse que este torneio desperta. É uma prova que já tem muitas tradições no nosso concelho e esperamos naturalmente dar-lhe continuidade no futuro”.
Para além do triunfo por equipas, a formação de Salvador também arrecadou todos os troféus individuais. Viegas foi considerado o melhor guarda redes do Torneio, Marquito foi o melhor marcador e Renato Pestana o melhor jogador.
Em declarações à RCB, Renato Pestana sublinha que se tratou de um triunfo justo, atendendo à qualidade mostrada pela equipa ao longo de toda a competição “nos primeiros jogos ainda não havia muito entrosamento e tivemos um empate e uma derrota mas depois mostrámos a nossa qualidade e as vitórias começaram a aparecer e penso que acabámos por ser uns justos vencedores devido à entrega que a equipa mostrou dentro das quatro linhas”.  
No encontro de apuramento do terceiro classificado, a formação de Águas bateu à ADEP por 4-3.

Autor: Nuno Miguel in "Rádio Cova da Beira"

ANTIGO EXTERNATO ACOLHE ESCOLA INTERNACIONAL

Rádio Cova da Beira

Em Penamacor, o edifício do antigo externato Nossa Sra. do Incenso vai acolher uma escola internacional a partir do próximo mês de Setembro. O projecto é promovido por uma cooperativa de ensino privado e surge do crescimento da comunidade estrangeira em Penamacor e concelhos limítrofes.

Segundo António Beites já existem pelo menos 30 crianças cujas famílias estão interessada em  iniciar o primeiro ciclo “a candidatura para o ano de arranque contempla apenas o primeiro ciclo, e temos a expectativa de ter 30 crianças do concelho de Penamacor e limítrofes, como Idanha, Fundão e Castelo Branco”.
A escola internacional terá um currículo inglês, como explica o presidente da câmara municipal de Penamacor, “um dos aspectos que eles mencionavam é que sentiam a necessidade da vertente educativa e não queriam integrar a escola portuguesa porque temos uma comunidade estrangeira relativamente jovem, parte deles com a expectativa de regressar aos seus países,  em condições que os seus descendentes tivessem condições de regressar e continuar ali o ensino.”
A câmara de Penamacor prepara-se, assim, para ceder o edifício do antigo externato Nossa Sra. do Incenso adquirido no início do mandato e até à data devoluto “iremos ceder integralmente o primeiro piso do edifício para a escola, temos já em cima da mesa a progressão depois para o segundo ciclo e para isso serão necessários novos espaços. O que iremos fazer agora nas obras de remodelação do imóvel, que não são muitas, uma vez que o imóvel se encontra em muito bom estado, facilmente iremos adaptar o local para num curto espaço de tempo termos o parecer favorável da DEGEST”.
Segundo o autarca, depois de validadas as instalações, a Direcção Geral dos Estabelecimentos Escolares terá ainda que validar o modelo educativo e as habilitações dos docentes. António Beites admite no futuro tirar partido da parceria proporcionando o ensino do inglês às crianças do concelho de Penamacor.
A bancada da oposição saúda o projecto mas recorda que “foram necessários três anos para ser ser encontrada uma funcionalidade ao edifício” que segundo Pedro Folgado foi demasiado dispendioso. Recorde-se que o imóvel foi adquirido pela autarquia em 2014 por 345 mil euros.

Autora: Paula Brito in "Rádio Cova da Beira"

PENAMACOR APROVA CONTAS

Rádio Cova da Beira

Câmara municipal de Penamacor aprovou por maioria o relatório de gestão e contas referentes a 2016. António Beites salientou a execução global de 95% de 11 milhões e 800 mil euros e a redução em um milhão e 600 mil da dívida da autarquia.

“Este ano teve uma redução superior, reduzimos directamente na dívida um valor superior a um milhão e 600 mil euros, o município de Penamacor a partir de Junho deixará de ter divida de curto prazo, estará toda em médio longo prazo, vamos fechar o mandato com uma dívida entre os 4 e os 4 milhões e meio de euros, esperamos mais próxima dos quatro milhões de euros”.
Segundo o presidente da câmara de Penamacor a maior execução foi na rubrica de projectos de obras que vão estar no terreno durante este ano, mas em 2016 também foi possível a realização de um conjunto de outras obras “algumas nas freguesias, processos de conclusão de todos os investimentos que tínhamos feito na zona central de Penamacor e uma execução muito grande na rubrica estudos e projectos que nos está a permitir o lançamento neste momento de obras estruturais para o concelho”.
A bancada da oposição seguiu a linha de anos anteriores e absteve-se na votação do relatório de gestão e contas. Vítor Gabriel salientou, pela positiva, a evolução financeira mas na opinião do líder da Coligação Todos por Penamacor continua a faltar uma estratégia ao município “qual é a estratégia da maioria do executivo relativamente ao concelho de Penamacor nas suas mais diversas matérias e eu, sublinho um elemento particularmente importante até porque pode inflectir aquela que tem sido a tendência de despovoamento de perda de uma certa dinâmica económica que ajudaria a fixação de pessoas, o que é que propõe em termos de investimento e empreendedorismo? o que é que se fez neste mandato no sentido de aprofundar e valorizar estas duas matérias?”.
Os documentos aprovados no executivo penamacorense vão agora ser submetidos à assembleia municipal que reúne na próxima sexta-feira.

Autora: Paula Brito in "Rádio Cova da Beira"

segunda-feira, 24 de abril de 2017

TARDE DESPORTIVA

Rádio Cova da Beira
O Sporting da Covilhã, na 2ª liga, esteve imparável. Na Póvoa aplicou uma goleada que poucos acreditariam possível. Os serranos estiveram endiabrados e os 4-0 são o reflexo exacto do que se passou no jogo. No campeonato de Portugal o Benfica e C.Branco venceu nos Açores, o Oleiros venceu em casa, o Sertanense perdeu na receção ao Angrense e o Sernache somou mais uma derrota.Terminou o distrital.


VARZIM 0-4 SP. COVILHÃ
28' 0-1 Chaby. Livre direto.
55' 0-2 Chaby
62' 0-3 Medarious
76' 0-4 Cristian Ponde

Com uma exibição de luxo os serranos conquistaram os três pontos e permitiram que o Portimonense fizesse a festa de subida à primeira liga. Os algarvios não conseguiram fazer a festa na manhã deste domingo em Viseu, mas o Sporting da Covilhã, com esta vitória na Póvoa, possibilitaram que, em viagem de regresso ao Algarve, a festa se fizesse. O Sporting da Covilhã fez um jogo muito positivo, com Filipe Chaby a destacar-se com dois golos e uma assistência, numa exibição colectiva muito boa dos comandados de Filipe Gouveia.

Com este resultado o Sp.Covilhã subiu um lugar na geral, tem agora 52 pontos. No próximo sábado os covilhanenses voltam a jogar, desta feita na Covilhã, com o Gil Vicente.


LUSITÂNIA 1-2 BENFICA C. BRANCO
21' 0-1 Dani Matos

56' o Lusitânia ficou reduzido a 10.
65' 1-1 ????
74' 1-2 Adriano Castanheira

O Benfica e Castelo Branco venceu o encontro com todo o merecimento. Os albicastrense estiveram sempre na frente do marcador, ficaram a jogar com mais uma unidade desde os 56 minutos, mas já depois desta ocorrência permitiram a igualdade no marcador. O golo do triunfo, justo, apareceu já próximo do final do encontro, pelo inevitável Adriano Castanheira.

O Benfica consolidou o 2º posto da geral, tem agora 28 pontos e no próximo sábado recebem o U. Leiria no vale do Romeiro

SERTANENSE 0-1 ANGRENSE
65' 0-1 Tiago Macedo

A mala pata dos jogos em casa continuam a ser uma pedra no sapato dos comandados de Gonçalo Monteiro. Os ares do Marques dos Santos não estão a fazer bem à equipa da Sertã. Esta derrota colocam a equipa no 5º posto e ficam apenas com três pontos de vantagem sobre o 6º lugar, aquele que obriga a disputar uma liguilha de manutenção. Paulo Farinha, o Presidente do clube, tem que motivar aqueles jogadores para que não passem por sobressaltos nos jogos que restam.

Na próxima jornada o Sertanense vai jogar em casa do Gafetense, uma equipa também a passar por aflições.


VILAFRANQUENSE 3-0 SERNACHE
46' 1-0 Bitó
65' 2-0 Marocas
71' 3-0 Paulo Sereno 

O Vitória ainda não está condenado, porque está a quatro pontos da equipa que vai disputar a liguilha, mas a tarefe não se afigura muito fácil de atingir e desfeitear o Carapinheirense que ocupa aquela posição. Na próxima jornada os três pontos estão praticamente assegurados, uma vez que defrontam a Naval, mas os outros dois jogos, com o Alcanenense em casa e Mafra fora, não podem dar grandes chances aos adversários.

OLEIROS 2-1 CARAPINHEIRENSE
5' 0-1 Cleiton
15' 1-1 Jackson
31' 2-1 Lelé

Com este triunfo o Oleiros deu um passo muito importante na manutenção. Ficou com 3 pontos de vantagem sobre o Carapinheirense, mas os próximos jogos são muito importantes, desde logo o próximo em casa com o Alcanenense e depois nas Caldas e novamente em casa com o Vilafranquense. Espera-se que consigam os objectivos. 


AD ESTAÇÃO 1-2 C.A. FUNDÃO
20' 0-1 PJ
26' 0-2 Rui Proença
35' 1-2 Alexandre Luz 

ATALAIA DO CAMPO 2-1 IDANHENSE
10' 1-0 Velho
13' 2-0 Gregório
25' 2-1 Bruno Vieira

ALCAINS 0-0 ÁGUIAS MORADAL

VILA VELHA RÓDÃO 2-1 BELMONTE
5' 1-0 Esteves
34' 1-1 Flávio Cruz
89' 2-1 Esteves g/p 

PEDRÓGÃO 2-3 IPCB
23' 1-0 Bruno Sousa g/p
46' 1-1 Jadson
56' 2-1 Edmilsom g/p
75' 2-2 Auto-golo Zé Luís
87' 2-3 Bexiga 

Terminou mais um campeonato distrital e que se pode dizer é que o vencedor não sofreu contestação. Terminou com mais 10 pontos que o segundo e mais 14 que o 3º. Foi a equipa mais concretizadora, com 49 golos marcados e foi a defesa menos batida, com apenas 10 golos consentidos. A equipa do Águias do Moradal terminou o campeonato invicta, tendo consentido apenas três empates, curiosamente, dois deles em sua própria casa. Roubaram pontos no estreito o Idanhense a Atalaia do Campo. O outro empate foi nesta última jornada, com o Alcains. Depois de ter descido do campeonato de Portugal era expectável que o clube dirigido por Aníbal Antunes tudo fizesse para que o regresso acontecesse logo imediatamente. O clube manteve António Belo como o seu diretor desportivo, um homem que conhece como poucos todos os caminhos para levar o clube ao sucesso e apostou num jovem para orientar a equipa. Chiquinho, que já tinha mostrado serviço nos clubes por onde tinha passado, nomeadamente na Atalaia do Campo, pegou na equipa e deu-lhe aquilo que ela precisava: vontade de vencer e muita atitude em todos os jogos.
Quem já passou pelo campeonato de Portugal sabe que não chega ser campeão distrital e levar os jogadores campeões para aquela competição. Na verdade o andamento que se pede no CP aos jogadores é muito elevado e nem todos têm andamento para acompanhar essas exigências. Parece-nos que a experiência adquirida quer pelo presidente, quer pelo director desportivo, será suficiente para conseguirem formar um plantel que não os deixe, jornada após jornada em sobressaltos. 

Os clubes que se seguiram na classificação, achamos que terão feito o que lhes era possível. O CDA a tentar lutar ombro a ombro com o Águias, mas o plantel do clube do Estreito era mais equilibrado e com mais soluções. O Idanhense, após o regresso à competição, fez uma bom campeonato. Seria muito difícil exigir-se mais à equipa de Ricardo Costo, Aliás, os objectivos traçados no inicio da época eram exactamente os que acabaram por acontecer.As grandes desilusões foram o Pedrógão, que não conseguiu fugir da última posição e a ADE. è certo que o clube covilhanense apostou muito na prata da casa e na juventude que passaram pelos escalões de formação, mas, exatamente por se tratarem de jogadores com boa formação era de esperar um pouco mais. Também o C.Ac.Fundão e o Belmonte estiveram aquém daquilo que que se podia esperar. O Belmonte com um plantel muito jovem, está a dar passos para que o futuro possa ser melhor, a equipa fundanense tem outros problemas e que se prendem com a falta de jogadores. Joca faz autenticos milagres com o plantel que teve à sua disposição. Jogos houve que a poucas horas dos seu inicio ainda não sabia com quem podia contar.Assim não se podem exigir boas classificações. Proença, Atalaia, Ródão fizeram campeonatos dentro daquilo que era expectável e o IPCB cresceu muito da época passada para esta época. João Paulo Matos já conseguiu que se falasse da equipa do Instituto Politécnico, pelos bons motivos.Oxalá seja para continuar.

FUTSAL

G.D.Valverde, pelo segundo ano consecutivo ultrapassa a primeira fase dfa Taça Nacional de Séniores femininas. A equipa comandada por Catarina Rondão jogou este domingo em Pombal, com o Núcleo do Sporting daquela localidade e venceu lá, por 5-3, com golos de Pulga, Ana Vanessa, Rita, que à sua conta apontou dois e Gaspar. A ultima jornada desta primeira fase realiza-se no próximo sábado, no Pavilhão de Valverde, com o Serpinense, apenas para cumprir calendário. O jogo está marcado para as 16 horas.

Terminou a presença da Casa do Benfica de Oleiros na Taça Nacional de Juvenis. A equipa de Oleiros não se deu nada bem nesta sua presença em provas nacionais. Nos seis jogos realizados somou outras tantas derrotas e, pelos números finais sofreu uma média de 7 golos por jogo (42 no total) e nos mesmos jogos só marcou 9. Na Taça nacional de Juniores o G.D.Mata também não esteve muito melhor. A equipa covilhanense perdeu três dos quatro jogos disputados, conseguindo um empate com a Gafanha. Óbviamente, os dois clubes do distrito ficaram pelo caminho nestas provas.

Terminou este fim de semana o campeonato nacional da II divisão, com duas das três equipas do distrito a garantirem a manutenção neste escalão. A UD Cariense, na série C terminou a fase de manutenção na 2ª posição da geral. Aquilo que os números apresentam é que o Cariense esteve bem ofensivamente, conseguindo marcar 35 golos nos 7 jogos realizados o que dá uma média muito interessante, mas não esteve tão bem em termos defensivos. Sofreu 24 golos, uma média de 3,5 por jogo. Esta será uma situação que na próxima época terá que ser trabalhada de modo diferente, para melhor, claro. Na série D o descida do Ladoeiro só veio provar que quem não prepara o terreno antes de tudo começar, depois será muito difícil corrigir o mal que foi feito. Naturalmente, estamos a falar na formação do plantel. A II divisão já é muito exigente e não será com jogadores que fazem o distrital - um distrital sem grande competitividade - que podem aspirar a ficar neste escalão nacional. A aposta, a ter que ser feita tem que o ser logo de inicio. A equipa de Castelo Branco do Bairro da Boa Esperança não esteve à altura do que seria expectável. Tudo leva a crer que o facto de na época passada o clube ter chegado à fase de subida, terá induzido em erro os seus dirigentes, que terão pensado que não seria necessário reforçar o plantel. António Manuel Amaral poderá ter sido vitima dessa situação, pois foi o primeiro a sofrer as consequências dos maus resultados. Na fase de manutenção era expectável que o clube garantisse, como acabou por acontecer, a manutenção com alguma facilidade. Entretanto, o clube já está a preparar a próxima época, contratando o ex-técnico do Retaxo Telmo Roque. Por aquilo que conhecemos do técnico, parece-nos uma boa escolha.

Autor: José Joaquim Ribeiro in "Rádio Cova da Beira"

segunda-feira, 17 de abril de 2017

PENAMACOR E IDANHA ASSINALAM DIA DOS MONUMENTOS



Rádio Cova da Beira

O dia internacional dos monumentos e sítios vai ser celebrado a 18 de Abril. Em Penamacor a iniciativa vai ser assinalada em parceria pela câmara municipal e pela santa casa da misericórdia. Em Idanha-a-Nova as celebrações vão decorrer no âmbito da festa de São Roque, no Rosmaninhal.

A iniciativa vai estar inserida ainda nas comemorações do ciclo pascal e onde vai apresentado o programa de salvaguarda dos mistérios da Páscoa em Idanha e do pedido de registo na lista das melhores práticas da Unesco.

Em Penamacor a data vai ser assinalada nos dias 22 e 23 de Abril com várias actividades. No primeiro dia vão ser efectuadas visitas ao arqueossitio do atalho, na Canadinha e ao museu Mário Bento, na Meimoa, terminando com uma conversa partilhada sobre turismo e património no concelho de Penamacor. 

No dia 23 de Abril vai decorrer um “peddy paper” arqueológico na vila, com crianças dos escuteiros e do instituto social cristão Pina Ferraz, mas também aberto ao público, com inscrições prévias até dia 18 de Abril. 

Autor: Nuno Miguel in "Rádio Cova da Beira"