sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Penamacor volta a ser Vila Madeiro

Shutterstock Images - Licenças Standard
Todos os anos, com o aproximar do Natal, por todas as freguesias do concelho, os jovens em idade de cumprir o serviço militar reúnem-se para arrancar, cortar e transportar os troncos que alimentarão a fogueira do Menino Jesus.
No dia 7 de dezembro, os jovens de Penamacor vão para a floresta e abatem as árvores secas ou afetadas por doença, previamente marcadas pelos doadores.
Nessa noite, no campo, acontece o primeiro grande momento da saga do Madeiro, com os amigos e população a juntarem-se ao arraial montado em redor de uma generosa fogueira.
O vinho corre pelas gargantas e os cânticos elevam-se ao céu em torno das chamas crepitantes. A animação segue até de madrugada entre um copo e uma febra grelhada, para que o ânimo não esmoreça e as forças não faltem de manhã, quando chegar a hora de carregar e transportar o Madeiro  para a Vila.
Ao início da tarde do dia 8, a multidão acorre à rua para saudar o cortejo de tratores e camiões, com os jovens do ano empoleirados nos troncos, cantando e dando hurras, acompanhados à concertina.
O grande monte de madeira é então depositado no adro da igreja e aí ficará até à noite do dia 23, pronto para ser ateado, aquele que é o maior Madeiro de Portugal a iluminar e a aquecer o Natal beirão.

In "beira.pt"

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

PENAMACOR: SANTA CASA APROVA PLANO DE ACTIVIDADES

Rádio Cova da Beira

A santa casa da misericórdia de Penamacor aprovou por unanimidade o plano de actividades para 2017. O orçamento é de 511 mil euros. A sustentabilidade da instituição foi o grande objectivo traçado pelo provedor nesta reunião magna da irmandade.

João José Cunha referiu que em Janeiro do próximo ano a instituição está pronta para avançar com várias candidaturas ao novo quadro comunitário de apoio tendo em vista a remodelação das actuais instalações mas também para o desenvolvimento de novos projectos mais remetendo para mais tarde a sua apresentação.
Já em relação à rádio “Voz da Raia” o provedor da misericórdia penamacorense refere que a aposta vai incidir no reforço dos programas concelhios. A biblioteca municipal, que actualmente tem um programa semanal vai ter mais tempo de emissão e vai ser criado um novo espaço intitulado “o som da história” onde qualquer cidadão pode dar a conhecer uma história de que tenha conhecimento.

Autor: Nuno Miguel in "Rádio Cova da Beira

DOMINGOS TORRÃO REELEITO

Rádio Cova da Beira

Em Penamacor, Domingos Torrão foi reeleito, sem adversários, presidente da direcção do lar D. Bárbara Tavares da Silva na assembleia geral eleitoral que decorreu no passado fim de semana.

Depois de aberta a Unidade de Cuidados Continuados e regularizada a situação financeira da instituição, no novo mandato, Domingos Torrão pretende abraçar outros projectos como o alargamento do lar, para o dobro da capacidade, na Sra. do Incenso, depois de resolvida a questão do direito de superfície “através do contrato de comodato concluímos a unidade de cuidados continuados, o que quer dizer que está na altura de avançarmos com o direito de superfície da Sra. do Incenso, para garantirmos o futuro do lar e aguardando que o quadro comunitário seja favorável aos investimentos que ali pretendemos fazer”.
O objectivo passa por aumentar as 27 camas actuais para 56, um projecto que pretende candidatar ao programa 2020, assim que abrirem as candidaturas. Domingos Torrão viu ainda aprovado, por unanimidade, o plano de actividades e orçamento para o próximo ano no valor próximo dos dois milhões e meio de euros. Com 191 utentes nas valências de lar, centro de dia, apoio domiciliário e unidade de cuidados continuados, a instituição conta com 131 colaboradores, sendo a maior empregadora do concelho de Penamacor “o lar é um parceiro fundamental no concelho para criar emprego, dar resposta aos familiares dos utentes e produzir riqueza para o concelho, de modo que some satisfaz continuar nesta luta. Do ponto de vista financeiro as coisas estão a ficar resolvidas, até final do ano também ficarão resolvidas as dividas a fornecedores que eram montantes mais avultados, é com boa perspectiva que encaro 2017 para a redução de gastos, consumos e melhor organização da casa”.   
Domingos Torrão preside à direcção do lar D. Bárbara Tavares da Silva, a assembleia geral é presidida por Manuel da Cruz Pires e o concelho fiscal por António Gil.

Autora: Paula Brito in "Rádio Cova da Beira"

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

APOIO APROVADO

Rádio Cova da Beira

A câmara municipal de Penamacor decidiu por unanimidade atribuir um apoio financeiro de 20 mil euros à associação humanitária de bombeiros voluntários daquele concelho para comparticipar a aquisição de uma nova viatura de primeira emergência que vai ficar localizada na secção do Meimão.

Os soldados da paz realizaram um conjunto de iniciativas ao longo de todo o ano para angariar fundos para esse efeito e a autarquia decidiu responder de forma afirmativa a um pedido para suportar metade dos custos de compra desta viatura como explica o presidente da autarquia “a associação andou um ano inteiro a promover iniciativas com o objectivo de angariar fundos para adquirir esta viatura e isso é algo que temos de louvar. Durante todo o ano eles conseguiram alcançar uma receita líquida na ordem dos 20 mil euros mas a ambulância devidamente equipada custa sensivelmente o dobro e muito sinceramente não é por falta do nosso apoio que eles vão deixar de concretizar esse objectivo”.
António Beites acredita que a chegada desta viatura à secção do Meimão é uma mais valia para os soldados da paz e deixa a zona norte do concelho com uma capacidade de resposta diferente no apoio às populações “esta é a única secção que os bombeiros de Penamacor têm e não tem uma viatura de primeira emergência. Tem apenas uma viatura de transporte de doentes e se nós queremos pugnar para que a secção tenha outras condições para o primeiro socorro temos de também os ajudar nesse sentido. Penso que se trata de algo que pode ser muito vantajoso para as populações da zona norte do nosso concelho até pela maior distância que existe em relação aos hospitais e o reforço desse primeiro apoio faz todo o sentido”.

Autor: Nuno Miguel in "Rádio Cova da Beira"

PENAMACOR: "ENCONTRO DE GERAÇÕES"

Rádio Cova da Beira

A Associação de Jovens de Penamacor (AJP) promove no próximo dia 23 de dezembro de 2016 o "Primeiro Jantar do Madeiro - Encontro de Gerações". O evento decorre na Casa do Povo de Penamacor e insere-se no programa " Penamacor - Vila Madeiro - A chama da Tradição". O prazo de inscrição de cada ano termina oito de dezembro de 2016.

A participação no jantar é assegurada através dos seguintes contactos: 96 4016 585; 96 1227 321 e 96 4210 627.
Penamacor quer continuar a preservar a tradição de ter "o maior madeiro de Portugal". Todos os anos, com o aproximar do Natal, por todas as freguesias do concelho, os jovens em idade de cumprir o serviço militar reúnem-se para arrancar, cortar e transportar os troncos que alimentarão a fogueira do Menino Jesus. Sete de dezembro é o dia em que os jovens de Penamacor vão para a floresta e abatem as árvores secas ou afetadas por doença, previamente marcadas pelos doadores. Nessa noite, no campo, acontece o primeiro grande momento da saga do Madeiro, com os amigos e população a juntarem-se ao arraial montado em redor de uma generosa fogueira. O vinho corre pelas gargantas e os cânticos elevam-se ao céu em torno das chamas crepitantes. A animação segue até de madrugada entre um copo e uma febra grelhada, para que o ânimo não esmoreça e as forças não faltem de manhã, quando chegar a hora de carregar e transportar o Madeiro  para a Vila. Ao início da tarde do dia 8, a multidão acorre à rua para saudar o cortejo de tractores e camiões, com os jovens do ano empoleirados nos troncos, cantando e dando hurras! acompanhados à concertina.

Autor: Paulo Pinheiro in "Rádio Cova da Beira"

TARDE DESPORTIVA 27 NOVEMBRO

Rádio Cova da Beira

Sporting da Covilhã conquistou 3 preciosos pontos no Fontelo para a II Liga. Benfica C.Branco vence pela primeira vez fora de portas. Sernache deixou fugir o pássaro na recta final do jogo. Sertanense e Oleiros perderam no Campeonato de Portugal. No distrital Águias Moradal e Alcains fogem da concorrência.


AC. VISEU 0-1 SP. COVILHÃ
85' 0-1 Luís Pinto

Três pontos preciosos e importantes para os leões da serra num terreno que sempre muito difícil, pela qualidade do adversário e pela carga extra de rivalidada. Os serranos foram uma equipa pragmática, controlaram sempre a partida e, depois que o Académico ficou reduzido a 10 por expulsão de Bura, apostaram tudo na conquista dos três pontos, que conseguiram.
Com este resultado o Sporting da Covilhã passou a partilhar a 14ª posição com Braga B, Guimarães B e Varzim, Varzim que é o próximo adversário dos serranos, jogo agendado para o dia 4 de Dezembro pelas 15 horas no Santos Pinto.



CARAPINHEIRENSE 0-3 BENFICA C. BRANCO
33' 0-1 Tiago Fernandes
57' 0-2 João Ventura
64' 0-3 Adul Seidi 

O Benfica albicastrense conseguiu a primeira vitória fora de portas e com ela poderá chegar ao primeiro posto se, entretanto, ultrapassar, com vitória, o jogo que tem em atraso com a Naval. Para já divide o terceiro posto com os açorianos do Operário, com 21 pontos.
Na próxima jornada o Benfica e Castelo Branco vai receber no Vale do Romeiro a formação da União de Leiria.

NAVAL 1-1 V. SERNACHE
1' 0-1 Marco Grilo
70' 1-1 Freddy

O Vitória teve o pássaro na mão mas na parte final do encontro deixou que a Naval chegasse à igualdade, desperdiçando uma boa oportunidade para somar os três pontos. A equipa de António Joaquim ocupa a 7ª posição com 12 pontos e ficou ainda mais longe dos clubes que estão acima daquele posto.
Na próxima jornada recebem o Carapinheirense. 

SP. IDEAL 1-0 SERTANENSE
40' 1-0 André Oliveira g/p 

O Sertanense não fez um bom jogo nos Açores. A equipa do Sp. Ideal dominou sempre o encontro e teve ocasiões soberanas para matar o jogo, inclusive uma segunda grande penalidade desperdiçada. Com este resultado a equipa da Sertã divide a liderança com o Fátima, que de mansinho já se chegou à frente.
Na próxima ronda o Sertanense vai jogar na Figueira da Foz com a Naval.

OLEIROS 0-2 FÁTIMA
81' 0-1 ????
88' 0-2 Jamal 

Começa a ficar complicada a tarefa do Oleiros no campeonato de Portugal. Em 11 jogos realizados só conseguiu somar seis pontos o que é manifestamente curto para as aspirações de manutenção. Na próxima jornada volta a jogar em casa, defrontando o Operário.


C.AC. FUNDÃO 0-1 ÁGUIAS MORADAL
45' 0-1 Hugo Brito g/p 

AD ESTAÇÃO 1-0 BELMONTE
42' 1-0 Ricardo Sousa

ATALAIA DO CAMPO 1-0 IPCB
60' Tiago Felizardo

ALCAINS 4-0 PROENÇA
26' 1-0 Leo
60 ' 2-0 Eskivas
64' 3-0 Fábio Brito
88' 4-0 Fábio Brito 

VILA VELHA RÓDÃO 2-0 PEDRÓGÃO
30' 1-0 Hugo
36' 2-0 Esteves

No distrital de Castelo Branco os dois lideres não escorregaram e conseguiram distanciar-se do 3º, Idanhense, que não jogou nesta jornada. O Águias do Moradal conseguiu um triunfo tangencial no sempre difícil terreno do Fundão e o Alcains, jogando em casa, fechou o encontro com uma goleada ao Proença. Nos restantes jogos imperou o factor casa, com Ródão, Atalaia e ADE a desenvencilharem-se  de Pedrógão, IPCB e Belmonte, respectivamente.

FUTEBOL DE FORMAÇÃO
Tiveram inicio neste domingo as segundas fases dos campeonatos nacional de Iniciados e Juvenis, com os clubes do distrito a lutarem nas suas séries pela manutenção. Nos iniciados, na série C o C.Ac. Fundão venceu, por 1-0 o NDS da Guarda e na série D o Benfica somou também vitória, por 3-0 sobre o Ponte de Sôr e o Desportivo perdeu na Marinha Grande com o Marinhense. nos Juvenis o Desportivo começou a segunda fase na Figueira da Foz e perdeu lá, com a Naval, por 2-1.  
O campeonato nacional da 2ª divisão em Juniores ainda está a disputar a 1ª fase e o Benfica e Castelo Branco, jogando em casa, não evitou a derrota ante o Eirense, por 1-2.

FUTSAL
Os dois clubes que estão a participar nos campeonatos nacionais dos escalões de formação perderam. O GD Mata perdeu em casa com a Burinhosa, por 9-2, para a 8ª jornada em Juvenis e a A.D.Fundão perdeu no seu pavilhão com os Leões de Porto Salvo, por 4-5, num jogo que os fundanense reclamam da má prestação da equipa de arbitragem, que lhes terá expulso um jogador sem razão aparente e por não lhe ter marcado uma grande penalidade evidente. A Mata ocupa o penúltimo posto da zona sul com 5 pontos e a Desportiva é antepenúltimo, com 6 pontos. Na próxima ronda a Mata vai jogar com o S. João e os fundanense vão ao Restelo jogar com Os Belenenses.
Na segunda divisão, o Cariense, que participa na série C não foi além de um empate a três golos em casa do Domus Nostra. A formação de Caria ocupa o 4º posto da geral com 15 pontos e no próximo sábado vai jogar em casa do Saveedra Guedes. Na série D os dois clubes do distrito perderam. A formação do Bairro da Boa Esperança de Castelo Branco foi surpreendida em sua casa pelo Amarense, por 3-4e o Ladoeiro foi ao Pego perder com Os Patos, por 5-4. Em termos de classificação a equipa de Castelo Branco ocupa o modesto 7º posto, com 10 pontos e o Ladoeiro está em último com 4. No próximo sábado ambas jogam fora. O Ladoeiro em casa do Mendiga e a Boa Esperança no Pego com os Patos.

Autor: José Joaquim Ribeiro in "Rádio Cova da Beira"

PENAMACOR COM "ANJOS"

Rádio Cova da Beira

Trata-se de uma exposição que pode ser apreciada no átrio dos Paços de Concelho de Penamacor.A mostra que vai estar patente até seis de janeiro de 2017 é subordinada ao tema "Anjos na Arte" e pode também ser visitada durante os fins- de-semana em que decorre o evento Vila Madeiro, entre as 14:00H e as 1:00H.

A exposição acolhe trabalhos de 65 participantes entre amadores e profissionais, individuais e colectivos, particulares e instituições. A mostra, que estará patente ao público até 6 de Janeiro de 2017 no horário normal de expediente.

Autor: Paulo Pinheiro in "Rádio Cova da Beira"

PENAMACOR: CIMO DE VILA VAI SER RECUPERADO

Rádio Cova da Beira

A câmara municipal de Penamacor aprovou por unanimidade a abertura do concurso público para a requalificação de toda a zona do cimo de vila. A intervenção, que representa um investimento superior a um milhão de euros, deve arrancar nos primeiros meses de 2017.

De acordo com o presidente da autarquia esta requalificação “vai permitir uma intervenção global em toda a zona histórica, criar um anfiteatro natural junto à torre de menagem e a criação de duas pequenas praças; uma junto ao pátio das laranjeiras e outra junto à antiga igreja onde actualmente costumam decorrer os festejos de São Pedro. Para além disso esta intervenção vai também permitir beneficiar o pelourinho, a casa do relógio e a antiga casa da câmara”.
António Beites acrescenta que esta intervenção que também não esquece a recuperação da torre de menagem e que vai permitir ultrapassar um problema que já tem vários séculos de existência “a torre tem uma fenda grande já com alguns séculos, motivada por uma explosão que houve no castelo. Cerca de 25 por cento deste projecto de requalificação vai incidir precisamente na torre e que vai permitir a consolidação dessa fenda e ainda a sua total impermeabilização. Era uma situação que nos preocupava e felizmente, no âmbito deste projecto, vai ser possível concretizar esta intervenção”.
A par do lançamento deste concurso público, a autarquia decidiu também rectificar a adjudicação de todos os acessos à zona histórica de Penamacor. Um investimento de 200 mil euros cujas obras devem arrancar já no próximo mês de Dezembro.

Autor: Nuno Miguel in "Rádio Cova da Beira"

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

PENAMACOR: CISÃO DA “ALTV” EM DEBATE

Rádio Cova da Beira

O presidente da câmara de Penamacor mostra-se convicto de que a proposta de cisão do sistema multimunicipal das “Águas de Lisboa e Vale do Tejo” vai ser aprovada na próxima assembleia geral de accionistas.

O assunto foi abordado na última reunião pública do executivo e António Beites sublinha que toda a contestação feita pelos municípios do litoral aquando do processo de agregação pode ser um indicador de que está reunido o número de votos necessário para a aprovação desta nova proposta “ela tem que ser aprovada por dois terços; confesso que ainda não analisei bem os números mas o grupo «Águas de Portugal» não tem sozinho esses dois terços. Mas eventualmente com os municípios que vão sair pode ter essa percentagem. Não acredito que tenham apresentado esta proposta sem essa questão estar muitíssimo bem estudada”
A questão foi introduzida por Pedro Folgado, vereador da coligação “Juntos Por Penamacor”, que quis conhecer com maior detalhe as implicações desta proposta de cisão para o município “temos conhecimento de algumas notícias que vieram a público sobre isso mas gostaríamos de conhecer as implicações que isso pode ter para Penamacor, principalmente no que diz respeito à qualidade do serviço que é prestado e também sobre o valor tarifário que o município actualmente paga ao sistema”. 
Na resposta, António Beites sublinha que as garantias transmitidas até agora apontam para uma manutenção dos valor dos tarifários ao longo dos próximos cinco anos. Depois disso o futuro é uma incógnita. De qualquer forma o autarca não esconde alguma preocupação com a diminuição de escala resultante da saída de 30 municípios “dos cerca de três milhões de habitantes que actualmente são servidos por este sistema em saneamento estamos a falar de uma saída de dois milhões e 400 mil; obviamente que a pergunta que colocámos foi saber como é que isto fica depois dos cinco anos do período de convergência. O nosso desconforto reside no facto de existir uma grande incerteza sobre o que pode acontecer depois disso”.
A proposta de cisão do sistema multimunicipal das “Águas de Lisboa e Vale do Tejo” está marcada para o próximo dia 12 de Dezembro.

Autor: Nuno Miguel in "Rádio Cova da Beira"

Câmara de Penamacor avança com requalificação da zona histórica

Câmara de Penamacor avança com requalificação da zona histórica

A Câmara Municipal de Penamacor vai avançar com a requalificação urbana da zona histórica da vila, num investimento superior a um milhão de euros que será concretizado em duas empreitadas.
O contrato para a primeira fase das obras foi hoje aprovado durante a reunião pública do executivo e prevê um investimento global superior a 170 mil euros, sendo que diz respeito à intervenção urbana nas ruas de acesso ao Cimo de Vila, designadamente a ligação entre da Igreja Matriz e a Igreja da Misericórdia e a ligação entre o centro e o antigo quartel, bem como a requalificação nas vias de acesso à Casa Museológica Ribeiro Sanches, que está em fase de conclusão.
Entre os trabalhos previstos para esta fase estão o levantamento total do piso e a substituição da rede de águas e saneamento (incluindo a separação das águas pluviais) e a intervenção na rede elétrica e de telecomunicações, muito à semelhança do que já foi feito no centro da vila.
Já a segunda empreitada, cujo procedimento concursal também foi hoje aprovado, implica um investimento de cerca de um milhão de euros e centrar-se-á na zona histórica, incluindo a envolvente do Castelo e a Torre de Menagem.
“O projeto inclui a criação de um anfiteatro natural junto à Torre de Menagem e de mais duas praças junto da antiga Igreja de S. Pedro. Será ainda realizada uma intervenção na praça do pelourinho, na Torre do Relógio e na antiga casa da Câmara”, especificou o presidente desta autarquia do distrito de Castelo Branco, António Luís Beites.
Segundo referiu, será ainda levada a cabo a requalificação da Torre de Menagem, que representa cerca de 25% da totalidade do projeto e que prevê, por exemplo, obras para a consolidação de uma fenda ali existente, bem como na impermeabilização de toda a estrutura desde o topo até ao solo.
Salientando a importância deste projeto que “representa a concretização de uma aspiração antiga do concelho”, António Luís Beites referiu que espera que as obras se afirmem como um incentivo para investimento privado em termos de reabilitação urbana.
Além disso, esclareceu que depois das obras o município pretende dinamizar cultural e turisticamente aquela zona.
A primeira fase das obras deverá arrancar ainda em dezembro e o início da segunda empreitada está programada para o início do próximo ano.
*Lusa

Autor: José Lagiosa in "Beiranews"

Penamacor teme subida de preços com eventual alteração no sistema de águas

Penamacor teme subida de preços com eventual alteração no sistema de águas

A Câmara de Penamacor está preocupada com os efeitos tarifários que podem advir de uma eventual saída da maioria dos municípios que integram o sistema Águas de Lisboa e Vale do Tejo (ALVT), disse hoje o presidente daquele município.
Durante a sessão pública de executivo, António Luís Beites explicou o que o que está em cima da mesa se refere apenas à componente de saneamento, mas salientou que, se a saída de todos os municípios da área urbana da grande Lisboa se concretizar, o sistema perderá escala “de forma tão drástica” que isso terá de se refletir nos preços.
“É evidente que temos de ficar preocupados porque estamos a falar de uma saída de cerca de 2,4 milhões de habitantes dos cerca de três milhões que hoje são servidos, em saneamentos, pela ALVT. Obviamente que perderemos escala de forma tão drástica que se levantam as preocupações de todos os autarcas do interior”, apontou.
Penamacor é um dos 16 municípios que integravam o antigo sistema Águas de Zêzere e Côa (AZC), que com a reforma do setor da água instituída pelo anterior Governo passou a integrar o sistema ALVT, medida que as câmaras do interior aplaudiram por permitir uma harmonização de preços.
Todavia, no Litoral esta decisão não foi bem acolhida e no âmbito da revisão desta reforma discute-se agora a saída desses municípios na vertente do saneamento, o que o autarca de Penamacor vê com preocupação.
Segundo António Luís Beites, os argumentos já foram apresentados ao grupo Águas de Portugal e ao secretário de Estado do Ambiente, que terá garantido aos autarcas que a mudança não implicará uma alteração nos preços.
De acordo com a informação do autarca de Penamacor, está previsto um período de convergência que se prolonga durante cinco anos e que implica um fator de solidariedade a pagar (até três cêntimos) por parte dos municípios que venham a sair.
“Este fator de solidariedade não é, nem de perto nem de longe, o suficiente para colmatar o défice que vai ficar e a solução que encontraram foi a da criação de um fundo ambiental para permitir pôr o remanescente do défice criado”, explicou.
Uma solução que, segundo reiterou, não dá “conforto” aos autarcas do interior, já que tem limite temporal.
“A pergunta que colocamos é ‘como é que fica após os cinco anos?’ Ou seja, estamos perante um critério de incerteza e tememos que após os cinco anos isto implique um ajuste tarifário, que será sempre para cima e não para baixo”, sublinhou, salientando que não pretende “pactuar com estratégias que, no futuro, possam onerar a estrutura tarifária do sistema e, por consequência, dos municípios”.
O autarca adiantou ainda que o secretário de Estado se comprometeu a tentar encontrar, até à próxima assembleia-geral da ALVT, uma solução que dê “algum conforto” aos municípios que antes integravam a AZC.
A ALVT resulta da agregação dos sistemas Águas de Zêzere e Côa, Águas do Centro, Águas do Oeste, SIMTEJO, SANEST, SIMARSUL, Águas do Norte Alentejano e Águas do Centro Alentejo.
*Lusa

Autor: José Lagiosa in "Beiranews"

terça-feira, 22 de novembro de 2016

“VAMOS PERDER ESCALA”

Rádio Cova da Beira

O presidente da câmara municipal de Penamacor admite que existe algum desconforto entre as autarquias que integram as “Águas de Lisboa e Vale do Tejo” com a proposta do governo para a cisão do sistema.

António Beites sublinha que a saída dos municípios com maior dimensão populacional vai originar uma diminuição de escala e as restantes autarquias esperam que essa questão possa ser salvaguardada “o nosso grande desconforto é exactamente esse; foi possível harmonizar tarifas em 2015 através do aumento de escala sobretudo com a incorporação de municípios do litoral e de grandes centros urbanos. Com a sua saída vamos novamente perder escala em termos de população e naturalmente que isso nos preocupa imenso e é essa questão que nós pretendemos que fique integralmente assegurada para salvaguarda dos interesses das nossas populações com a manutenção das estruturas tarifárias”.
O autarca de Penamacor marcou presença na reunião que decorreu na Guarda e que contou com a participação do secretário de estado do ambiente. António Beites afirma que o governante deu algumas garantias de conforto mínimo aos municípios mas não há ainda uma posição final a tomar sobre o assunto “não estamos com o conforto que gostaríamos de estar; aquilo que hoje aqui nos foi transmitido verbalmente é que a estrutura tarifária não vai sofrer alterações e essa é uma das grandes preocupações que nós temos no pós cinco anos à saída de vários municípios. Por outro lado o processo negocial que temos em cima da mesa também nos foi dito que não vai ser afectado. Era um conforto mínimo que nós precisávamos de ter mas obviamente que vamos reunir ainda antes da assembleia geral e tomar uma posição definitiva sobre esse assunto”.

Autor: Nuno Miguel in "Rádio Cova da Beira"

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Palace Hotel em Penamacor recebe Vitória de Setúbal no fim de semana

Palace Hotel em Penamacor recebe Vitória de Setúbal no fim de semana

A equipa do Vitória de Setúbal que disputa, no domingo 20 de novembro, a 4ª eliminatória da Taça de Portugal com o Benfica e Castelo Branco, pernoita sábado no Palace Hotel de Penamacor.
A chegada da comitiva vitoriana está prevista para a tarde de sábado às 16 horas e na ocasião será alvo de uma receção de boas vindas por parte da Câmara Municipal e Junta de Freguesia de Penamacor.
Recorde-se que o jogo está marcado para o Estádio Vale do Romeiro na cidade de Castelo Branco, às 15 horas.

Autor: José Lagiosa in "Beiranews"

PENAMACOR ACOLHE REUNIÃO DA ANAFRE

Rádio Cova da Beira

Está marcado para o próximo sábado o encontro distrital da associação nacional de freguesias. A iniciativa vai contar com a presença de Pedro Cegonho, presidente da direcção nacional na Anafre.

Durante a parte da manhã os autarcas vão abordar várias temáticas como as freguesias à luz da legislação actual, o papel das freguesias nas acções de protecção civil e ainda as implicações do plano de desenvolvimento rural do novo quadro comunitário de apoio.
À tarde vai decorrer a reunião do conselho directivo distrital da Anafre, que é liderado por Cristina Granada, presidente da junta de freguesia de Alcains.

Autor: Nuno Miguel in "Rádio Cova da Beira"

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

TARDES DE MATEMÁTICA EM PENAMACOR

Rádio Cova da Beira

O agrupamento de escolas Ribeiro Sanches promove esta quarta-feira a primeira edição desta iniciativa que tem como principal objectivo estimular o gosto dos alunos pela disciplina.

A primeira iniciativa decorre esta tarde, a partir das 14:00, com a realização de uma palestra sobre “estatística e o planeamento em saúde” com a participação de Carlos Almeida, enfermeiro chefe do serviço de medicina interna da ULS de Castelo Branco.
Esta organização, do grupo de matemática do agrupamento de escolas Ribeiro Sanches, pretende promover a interacção entre professores, alunos, especialistas e investigadores de diversas áreas científicas, proporcionar a todos os jovens conhecimentos sobre ciência que lhes permitam a expressão de opiniões e a tomada de decisões sobre questões do domínio público e contribuir para melhorar os resultados na disciplina de matemática em Penamacor.

Autor: Nuno Miguel in "Rádio Cova da Beira"